Notícias

Ester Jablonski em A Mulher como Campo de Batalha
Art Hunter (Fonte: Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos)  05/12/2015

A campanha dos 16 Dias de Ativismo pelo fim da Violência contra a Mulher foi lançada em 1991 pelo Centro de Liderança Global de Mulheres (CWGL) com objetivo de promover debates e reflexões sobre as diversas formas de opressão, discriminação e violação de direitos das mulheres.

No Brasil, a campanha incorporou o dia 20 de novembro (dia Nacional da Consciência Negra) por entender que, historicamente no país, as mulheres negras têm suas vidas atravessadas por significativas violações de direitos e finaliza no dia 10 de dezembro (dia Internacional dos Direitos Humanos).

Neste contexto, a Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos convida para a leitura dramatizada da peça "A Mulher como Campo de Batalha", de Matéi Visniec, com as atrizes Ester Jablonski e Fernanda Nobre, em direção de Fernando Philbert.

O evento será realizado às 9h30 do dia 8 de dezembro de 2015, na sede do Conselho Estadual dos Direitos da Mulher - CEDIM, na Rua Camerino, 51 - Centro - Rio de Janeiro.

A Leitura será seguida de debate com os seguintes participantes: Daniella Binato (Juíza de Direito - 1º Juizado de Violência Doméstica) - Carlos Zuma (psicólogo co-fundados do Instituto Noos) - Conselheira Edna Calheiros (Conselho Estadual dos Direitos da Mulher) - Adriana Mota (Superintendente de Enfrentamento à Violência contra a Mulher da Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos).